18 de fevereiro de 2019

Qual é o custo-benefício de ser membro do ICF Global? Faça as contas e veja como o investimento vale a pena.

Quando comento com coaches atuantes, sobre a importância de se filiar à ICF – International Coaching Federation, maior associação global de coaches que tem como missão contribuir para o avanço da arte, ciência e prática do coaching profissional, muitos dizem que não vale a pena, pois não percebem benefícios neste investimento. Normalmente, esse argumento vem acompanhado de um comentário sobre o valor anual pago, de U$ 235, considerado alto.

Sabemos que o preço de um produto ou serviço é diretamente proporcional ao valor percebido pelo cliente. Percebo que boa parte dos que não veem benefícios em ser membro ICF revela pouco conhecimento sobre esta afiliação. Na minha visão, “matam o mensageiro” e não focam no conteúdo da mensagem.

Na semana passada, uma das pautas discutidas pela Diretoria da ICF – Capítulo Minas, na qual atuo como diretora de Desenvolvimento e Credenciamento, foi o desafio de estimular a afiliação ou a renovação à ICF Global e ao nosso capítulo. Quanto mais profissionais aderirem, maior será nossa contribuição com informações de qualidade para o mercado sobre a atividade de coaching que, infelizmente, tem sido tão banalizada.

O caminho usual para atrair e manter membros tem sido apresentar as informações institucionais que detalham o propósito e vantagens de ser um membro ICF. Você pode encontrar informações nos sites da ICF Global https://coachfederation.org/ ou ICF Brasil https://www.icfbrasil.org e também publicações nas mídias sociais.

Considero relevante compartilhar minha experiência como membro do ICF, a partir de uma análise do custo-benefício. Acredito que os apreciadores de análises econômico-financeiras devem concordar com a afirmação, bem popular, de que, “contra dados e fatos não há argumentos”.

Acompanhe meu raciocínio e comprove. No segundo semestre de 2018, participei do projeto Peer Coaching, oferecido em português pela ICF Global. Sempre tive vontade de participar, mas somente no ano passado consegui driblar os inúmeros ladrões de tempo e priorizei, como uma ação de desenvolvimento, retomar meu processo de coaching.

Sabemos que um processo de coaching feito com um profissional competente é um processo relativamente caro. Então, que tal fazer o seu processo com um investimento mais baixo do que o praticado no mercado, com profissionais membros da ICF escolhidos a partir dos parâmetros indicados por você?

Vamos às contas? O valor da inscrição no projeto Peer Coaching foi de US$ 55, cerca de R$ 220,00 para seis sessões. Caso optasse por contratar esse mesmo pacote, me custaria no mínimo R$ 2.500,00 se realizado por um coach PCC.

Ok, você pode estar pensando que para ter acesso ao Peer coaching precisaria ser membro ICF, o que lhe custaria a anuidade – US$ 235, cerca de R$ 940,00. Então, vamos lá. Vou somar o valor da anuidade, como se tivesse me beneficiado apenas do processo de coaching. Dessa forma, os US$ 55 dólares mais os US$ 235 da anuidade do ICF somariam, em reais, cerca de R$ 1160,00. Veja que esse valor ainda é quase a metade do que pagaria pelo mesmo processo fora da ICF. Que tal? Agora, o argumento de que é caro, ganha outra perspectiva, não é?

Ao participar do Peer Coaching pude comprovar que a ICF busca fazer um cruzamento de sua demanda e perfil com o perfil do coach. Você verá que participam desse processo coaches associados à ICF com ou sem credencial. No meu caso, foi indicada Suzana Azevedo, que embora não tenha ainda sua credencial, é uma profissional experiente. Posso afirmar que ela contribuiu de maneira valiosa para os direcionamentos que eu gostaria de fazer, tanto na vida pessoal e profissional.

Meu coachee no projeto Peer Coaching foi Camargo Freire Lins Filho, que prontamente aceitou contribuir com o seu depoimento: “Como membros do ICF temos vários benefícios, entre eles o Peer Coaching. Esse programa teve várias vantagens para mim. Com a minha coach Rosangela Pedrosa, uma PCC de Minas Gerais, pude aprender novas técnicas e ferramentas que me ajudaram a traçar um melhor caminho para os meus objetivos. Outro ponto importante desse programa é a possibilidade de contarmos com um log de horas para um upgrade em nossas credenciais, seja ACC, PCC ou MCC”.

Faço questão de destacar que, fazer parte da ICF global, Brasil e Capitulo Minas, sempre me proporcionou muitos ganhos na consolidação da minha identidade no mercado. Não abro mão de fazer parte desse movimento e poder contribuir para a profissionalização do coaching, ter acesso a pesquisas, participar de webnários e me apresentar como uma profissional que trabalha ancorada em padrões reconhecidos pela comunidade internacional.

Para finalizar é importante, destacar que na Europa e nos EUA as empresas só contratam coaches que tenham uma das três credenciais ICF: ACC – Acredited Certified Coaching; PCC Professional Certified Coaching e MCC – Master Certified Coaching e que no Brasil, muitas empresas já estão aderindo a essa prática. Se você quiser saber mais sobre como se afiliar ou renovar a afiliação e sobre as credenciais acesse www.icfbrasil.org

Para renovação acesse: bit.ly/icf19 Se ainda não é associado, acesse: bit.ly/joinicfwww.icfbrasil.org

Atenção: Para pagamento em duas vezes parcelas: a 1a. deve ser paga até o dia 28/02/19 e a 2a 90 dias depois. Para quem não quiser parcelar, o pagamento deve ser feito até o dia 31/03.

Artigo originalmente publicado no Linkedin: Fonte

Rosangela

Rosangela Pedrosa, PCC