Comitê de Ética

1- Qual a missão do Comitê de Ética?

O comitê tem como missão atuar nos exatos limites do Código de Ética com a finalidade de educar e orientar o mercado e os membros dos capítulos da ICF Brasil, se consultado para tanto, sobre eventuais interpretações dos ditames constantes no Código de Ética da International Coach Federation. Cabe, ainda, ao Comitê de Ética instaurar procedimento administrativo para apurar eventuais infrações cometidas pelos dirigentes, membros, empregados ou prestadores de serviços de todos os Capítulos Regionais da ICF Brasil.

2- Como está organizado o Comitê de Ética?

O comitê é composto por membros de capítulos regionais indicados pelos respetivos presidentes e validados pela Direção do Capítulo Brasil da ICF. O comitê é regido por um Regimento Interno aprovado pela Diretoria da ICF Brasil.

3- Como podem ser feitas consultas e/ou denúncias?

O Comitê de Ética acolhe consultas e/ou denúncias internas e externas, ou seja, oriundas de parceiros ou clientes que envolvam membros da ICF Brasil ou organizações com cursos ou programas de educação credenciados pela ICF. Podem ser feitas por escrito e identificadas por qualquer pessoa independentemente de ser membro ICF por email comitedeetica@icfbrasil.org ou através do site em: “Contato ->Assunto->Fale com o comitê de Ética da ICF Brasil”.

Cabe ao Comitê de Ética instaurar procedimento administrativo para apurar eventuais infrações cometidas pelos dirigentes, membros, empregados ou prestadores de serviços de todos os Capítulos Regionais da ICF Brasil, perante as denúncias acima, priorizando a atuação orientadora e educadora.

4- O que é o Código de Conduta?

Apresenta Definições, Padrões de Conduta e os 28 comportamentos esperados do Coach em sua conduta profissional e o Juramento de Ética. Ele somente é válido para membros da ICF, não podendo ser aplicado a não membros da ICF.

O Código de Ética completo encontra-se no site da ICF Brasil : https://www.icfbrasil.org/icf/codigo-de-etica.

5- Que dúvidas, consultas ou denúncias não entram no escopo do Comitê de Ética?

Questões relacionadas ao uso correto da logomarca ICF e das nomenclaturas de credenciais pessoa física ACC/PCC/MCC e de programas ACTP/ACSTH/CCE não fazem parte do âmbito de análise do Comité de Ética, tanto por membros da ICF, entidades com programas credenciados ou por externos.

Para essas questões consultar o site da ICF Brasil ou entrar em contato com a diretoria de Marketing da ICF Brasil via email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Como a ICF não possui programas de formação próprios, pois é uma associação, não entra também no seu escopo dar indicações sobre programas específicos cujos conteúdos e logísticas deverão ser consultados por contato direto com as respectivas instituições de ensino.

6- Existe algum Código de Conduta específico para líderes de capítulos, membros de comités e voluntários atuantes na organização de atividades nos diferentes capítulos?

Todos os líderes de capítulos e membros de comités e voluntários nas diferentes organizações de eventos, sendo membros da ICF, se rejem automaticamente pelo Código de Conduta geral. Para além disso existe um regimento global de Boas Práticas para Líderes de Capítulos, que deverá ser distribuído a todos estes grupos de pessoas. Em eventualidade de denúncias, será considerada, para além do Código de Conduta, a análise destas Boas Práticas.

7- Qual a conduta em casos de dúvida se o assunto é para Coaching ou Terapia?

Em casos de dúvida se o assunto é coaching ou terapia, deverá se discutir abertamente com os intervenientes, coachee, patricionador e/ou RH, de modo a decidir qual o melhor caminho de acordo com as necessidades do cliente. Não se deve misturar os papéis, ou seja, a mesma pessoa não deverá atuar simultaneamente como coach e terapeuta, devendo no caso indicar algum outro profissional e deixar o coachee escolher e decidir.

8- O que é importante deixar claro na tríade RH, Gestor imediato e Coachee?

De acordo com o Código de Conduta, Parte I, Definições e depois Parte II, Seção 3, Conduta com Clientes, devemos deixar claros os papeis e responsabilidades, limites de atuação e confidencialidade entre os diversos participantes no processo, coach, coachee, patrocinador e RH. Verificar itens 18 e 19:

  • 18) Explicar cuidadosamente e me esforçar para garantir que, antes ou durante a reunião inicial, o meu cliente de coaching e patrocinadora (s) entendam a natureza do coaching, a natureza e os limites de confidencialidade, acordos financeiros e quaisquer outros termos do acordo de coaching.
  • 19) Estabelecer um contrato de prestação de serviços de coaching claro com os meus clientes e patrocinadora (s) antes de iniciar o relacionamento de coaching e honrar este acordo. O acordo deve incluir os papéis, responsabilidades e direitos de todas as partes envolvidas.

9- Existe impedimento de um mesmo Coach atender várias pessoas da mesma empresa.

Não existe nenhum impedimento de um mesmo coach atender várias pessoas da mesma empresa, desde que garanta os pontos referidos da Parte II, Seção 4 do Código de Ética, que tratam especificamente de Confidencialidade, nomeadamente os pontos 25 e 26. É boa prática não atender simultaneamente subordinados e chefias.

  • 25) Ter um acordo claro sobre como as informações de coaching serão trocados entre Coach, Cliente e Patrocinador.
  • 26) Ter um acordo claro, quando atuando como um Coach, Coach mentor, Coach supervisor ou treinador, com o cliente e patrocinador, estudante, aprendiz, ou supervisionado sobre as condições em que a confidencialidade não pode ser mantida (por exemplo, a atividade ilegal, nos termos da ordem judicial ou intimação válida, risco iminente ou provável de perigo para si ou para outrem etc.) e verificar se o cliente e o patrocinador, estudante, aprendiz, ou supervisionado, voluntária e conscientemente concordar por escrito com esse limite de confidencialidade. Onde eu razoavelmente acreditar que por causa de uma das circunstâncias acima for aplicável, eu posso precisar informar as autoridades competentes.

10- Quais indicadores precisamos enxergar na relação com o coachee que indicam que precisamos recomendar outro coach para atendê-lo? O que o Código de Ética menciona sobre esta possível situação?

Quando se percebe que existe algum conflito de interesse ou incapacidade como coach, deveremos pensar em recomendar o cliente a outra pessoa.

Este tema aparece na Parte I do Código de Conduta em Definições:

  • uma situação em que um Coach tem um interesse pessoal ou particular suficiente para “parecer” influenciar o objetivo de seus deveres oficiais como um Coach e um profissional. Também aparece na Parte II, Secão 1, ítem 8:
  • Esforçar em todos os momentos para reconhecer meus problemas pessoais que possam prejudicar, conflitar com ou interferir com o meu desempenho de coaching ou meus relacionamentos profissionais de coaching. Procurarei imediatamente a assistência profissional relevante e determinar a ação a ser tomada, inclusive se é conveniente suspender ou terminar meu relacionamento (s) de coaching sempre que os fatos e as circunstâncias exigirem.

Igualmente na Parte II, Seção 2, totalmente dedicada a Conflitos de Interesses.

11- Existem FAQ’s mais comuns no mundo inteiro?

A acesso em inglês de todas as FAQs - Perguntas mais frequentes sobre ética encontram-se no site da ICF Global: https://www.coachfederation.org/ethics-faqs